dicas para aprender a tocar guitarra

dominando a sua guitarra

 

A primeira coisa que sempre devemos ter em mente para que você possa passo a passo descobrir como aprender tocar guitarra, é ter disciplina. Ou seja, como você vai estudar? Você tem que estudar no mínimo uma hora por dia, deve ter um local tranqüilo, silencioso ou até mesmo que não tenha bastante bagunça pra você poder então se concentrar e aprender.

 

 

ESTUDE TUDO NO ESTILO MUSICAL QUE VOCÊ GOSTA

Muitas pessoas tendem a me crucificar quando falo isso, mas é exatamente a minha opinião. Baseada na minha experiência e na experiência de meus alunos, então ao longo do tempo pôde mesmo perceber que estudar nesse estilo que gostamos aumentar nossa própria vontade de aprender. Vou explicar. Quando gostamos de um estilo Rock e estudamos Jazz ou até mesmo vise versa, é o mesmo que gostar de um bom surfe e andar de skate.

 

 

Os 2 fazem, praticamente, a mesmas manobras, até mesmo se parecem, mas não é exatamente a mesma coisa. O surfista certamente iria ficar bastante desanimado andando de skate e também assim será para o skatista.

O que quero é exatamente dizer é que não há mesmo um problema em aprender com um certo estilo que você mais gosta, ou ter aulas de violão em seu estilo. Claro que aprender um pouco de pouco Jazz, Bossa Nova, Blues, Fusion, Clássico etc… é bastante essencial, mas no início é muito melhor aprender tocando o que você mais gosta para haver uma melhor motivação maior. A pessoa que toca Jazz não deve exatamente aprender com lições de Rock, mas sim no seu determinado estilo. Isso não impede necessariamente de mesclar técnicas de Jazz ou também no Rock ou Rock no Jazz ou qualquer outro estilo.

 

 

ABORDAGENS DIFERENTES

“Inove ao estudar, não use certos padrões definidos. Por exemplo, costumo prender algumas boas cordas com elásticos para que isso possa forçar-me a enxergara escala da guitarra de uma maneira diferente. Posso praticar somente das cordas G e D ou em outras cordas como G e A.”

 

 

PALHETADA

“Escute e toque as em bandas pioneiras do thrash metal, como Metallica (Kill em’ All), Exodus (Bonded By Blood), Slayer (Show no Mercy). Esses discos foram bastante essenciais pra mim. Aprendi simplesmente todas as músicas e, com isso, dominei bastante a técnica de palhetadas rápidas e também abafadas. Não use palhetas que sejam leves. As melhores são as 0,88 mm, mas não são muito leves nem muito pesadas. Depende do gosto do guitarrista que vai usar, mas as palhetas com essa certa espessura respondem bem melhor ao ataque às cordas.”